INSIGHTS E PESQUISAS

Preparando-se para vender o negócio familiar – e o papel da Gestão de Patrimônio

Em ocasiões importantes, nos reunimos para retratos familiares. Se você tirasse uma foto de seu negócio familiar hoje, o que ela mostraria?

Negócios familiares representam as aspirações, conquistas e lutas de uma ou mais gerações de uma família. Nós veríamos todas estas coisas no retrato do negócio familiar. O retrato do negócio, de modo geral, também representa mais de 90% do patrimônio dos proprietários.

Poucas famílias vendem suas companhias e aquelas que o fazem geralmente se despedem delas com muita relutância, dado tudo o que esta venda representa. Nós temos simpatia pela ligação emocional da família com sua empresa. Mas, dados a alta velocidade de mudança das indústrias e outros fatores, mais famílias deveriam considerar esta mudança.

Se você for capaz de considerar vender seu negócio-legado, nós te parabenizamos. Com sorte, você (e todos os seus acionistas) colherá os frutos de gerações de trabalho árduo e sacrifícios. Além disso, vender seu negócio-legado apresenta oportunidades maravilhosas. Você pode atualizar e reconfigurar seu grupo de propriedades com os proprietários corretos para seu próximo capítulo de empreendimentos geradores de riqueza (e valor social).

Mas é importante compreender que, se esta transição não for bem administrada, a família tem um risco mais alto de perder seu patrimônio por más decisões de investimento e por consumo. Desde já, antes de seu evento de venda e liquidez, você precisa adotar as atitudes das famílias que perseveram como famílias empresárias de alta performance.

QUATRO ATITUDES DAS FAMÍLIAS EMPRESÁRIAS

  • Elas conhecem o(s) ciclo(s) de vida de sua indústria e antecipam a curva.
  • Elas compreendem as necessidades monetárias da família agora e no futuro, assim como as verdadeiras forças e fraquezas da família.
  • Elas querem informar-se a respeito das diferenças entre famílias com negócios em operação e famílias pós-liquidez gerindo ativos do portfolio.
  • Elas estão dispostas a enfrentar os desafios comuns às famílias empresárias pós-liquidez que podem ameaçar a unidade da família e dos proprietários.

As atitudes das famílias empresárias que prosperam após transições de legado parecem conduzir a estas três atividades centrais que alcançam, e depois impulsionam, seu sucesso.

Desde já, antes de seu evento de venda e liquidez, você precisa adotar as atitudes das famílias que perseveram como famílias empresárias de alta performance.

 

COMO AS FAMÍLIAS EMPRESÁRIAS CONSTROEM VALOR EM TRANSIÇÕES DE LIQUIDEZ

  1. Planejamento. Elas elaboram um plano estratégico da família – geralmente com ajuda de conselheiros confiáveis – para especificar as metas e valores familiares e esclarecer como elas atingirão suas metas. Evidentemente, leva tempo para elaborar este plano estratégico (frequentemente, um ou dois anos).
  2. Redistribuição. Em consonância com o plano estratégico da família, elas redistribuem os rendimentos de uma venda de negócios em ativos (geralmente, em ativos mais diversificados) que correspondam aos talentos, aspirações e necessidades da família. No curto prazo, as famílias geralmente colocam seus ativos em instrumentos relativamente seguros, enquanto elas recuperam o fôlego e avaliam seus interesses, sua unidade e tolerância ao risco. No longo prazo, elas podem fundar ou comprar outra companhia em operação, enquanto mantêm alguma parte de seus ativos (individuais ou coletivos) em outros tipos de investimentos.
  3. Governança. Elas desenvolvem mecanismos de governança (fóruns para discussões e decisões, além de regras, políticas e acordos) para ajudar a família a tomar decisões e manter a família informada, unida e, com sorte, comprometida com investimentos futuros realizados pela família.
  4. Desenvolvimento de talentos. Elas desenvolvem o talento familiar para ajudar a gerir e/ou guiar as novas atividades da família (negócios e outras). Obviamente, com a venda do negócio familiar, o tipo de talento familiar necessário para o futuro será incerto por um tempo. À medida que a família se assenta em novas atividades, compreende-se melhor o talento familiar necessário.
  5. Mais planejamento. Mesmo que a família redistribua rápida e coletivamente seus ativos em novas atividades de negócios, os membros da família terão maior autonomia financeira após uma venda. Isto exige que os indivíduos elaborem seus próprios planos de vida e planos financeiros no contexto de maior patrimônio líquido. Hoje, há muitos e ótimos recursos disponíveis para ajudá-lo com o planejamento financeiro e a gestão de patrimônio. Elabore o plano estratégico da família antes de procurar por conselheiros de investimento. E, antes de fazê-lo, dedique um tempo para reavaliar os sonhos de vida individuais dos membros da família, as metas coletivas da família e o papel do patrimônio em seu apoio. Então, por favor, faça um orçamento com os conselheiros certos para ajudá-lo no preço certo.
  6. Desenvolva uma nova consciência do contexto. As famílias que constroem valor também aproveitam a oportunidade para considerar em que medida um maior patrimônio ou um maior patrimônio líquido exercerão uma influência no estilo de vida, no comportamento e na ética de trabalho da família. Estes são ingredientes sérios para sustentar uma família empresária.
  7. Una a família. Elas trabalham de modo redobrado para cultivar a unidade familiar e o comprometimento com a nova empresa familiar. Não podemos enfatizar suficientemente como o foco na unidade familiar, às vésperas da venda de seu legado, é importante para cultivar e apoiar novos criadores de patrimônio familiar para as novas gerações. A família foi e sempre será o fundamento de seu sucesso.

 

Lembre-se: negócios vêm e vão, mas famílias empresárias podem durar gerações. Manter o ímpeto da família e aumentar seus ativos são as verdadeiras medidas do sucesso de uma geração para outra. Você está pronto para seu retrato?

 

Founder and Chairman, Cambridge Family Enterprise Group; Senior Lecturer and Faculty Director, Family Enterprise Programs, MIT Sloan School of ManagementJohn A. Davis is a globally recognized pioneer and authority on family enterprise, family wealth, and the family office. He is a researcher, educator, author, architect of the field’s most impactful conceptual frameworks, and advisor to leading families around the world. He leads the family enterprise programs at MIT Sloan. To follow his writing and speaking, visit johndavis.com and twitter @ProfJohnDavis.

2020-10-14T13:49:24-03:000 Comentários