INSIGHTS E PESQUISAS

O valor de um Family Office: um mergulho em profundidade nos benefícios e serviços que um Family Office pode trazer a uma família

Marius A. Holzer
Consultor Sênior e parceiro associado, Cambridge Family Enterprise Group; Sócio, Parkview Group

Courtney Collette
Sócia e Consultora Sênior, Cambridge Advisors to Family Enterprise; COO, Cambridge Institute for Family Enterprise

 

Famílias com amplo patrimônio têm que administrar muitos assuntos complexos. Entre seus bens, atividades, relacionamentos e muitas dimensões de suas vidas, há uma quantidade aparentemente infinita de coisas para organizar, administrar e planejar. Isso é válido especialmente para famílias que desejam erigir um empreendimento familiar[1] significativo e vibrante que desejam perpetuar por gerações.

Felizmente, existe uma estrutura que reduz essa complexidade e fornece eficiência em toda a gama de ativos e atividades de uma família.

Um Family Office é um escritório privado que fornece serviços centrais a uma família para ajudá-la a administrar a complexidade de sua vida – em particular, para ampliar seu patrimônio financeiro, apoiar as metas de longo prazo da família, gerenciar necessidades familiares de vários tipos e coordenar todos os seus empreendimentos com uma estratégia unificada.

Os serviços de Family Office costumam ser uma combinação de atividades de investimentos, jurídicas, tributárias, de concierge e de governança, além de outras atividades que podem ser personalizadas para atender às necessidades de uma família. Um Family Office substitui o labirinto de consultores independentes, equipes e processos que famílias ou indivíduos de posses constroem quando gerenciam eles mesmos seus bens e atividades. Não existe um tamanho único que sirva a todos; cada Family Office é feito sob medida, munido dos serviços, equipe e escala de que a família precisa para seu estágio de evolução.

Uma família deve considerar um Family Office assim que suas posses se tornarem muito significativas para serem administradas de forma independente, muito complexas para serem supervisionadas ou coordenadas, ou à medida que a família se empenhar seriamente em construir um empreendimento familiar valioso para perpetuar por gerações. Um Family Office é um veículo que pode trazer à família maiores retornos financeiros, maior eficiência e supervisão, melhor coordenação entre as iniciativas da família e suporte centralizado para a continuidade multigeracional da família.

Na medida em que famílias ou indivíduos consideram se um Family Office dedicado é adequado para eles, torna-se útil explorar os benefícios e serviços de um Family Office.

 

Benefícios de um Family Office

Um Family Office é uma solução de senso comum que as próprias famílias inventaram como uma forma de delegar suas atividades financeiras, administrativas e de planejamento futuro a uma equipe central coordenada por elas supervisionada. Os Family Office evoluíram com o tempo para oferecer uma série de benefícios – financeiros e não financeiros – para dar apoio a uma família proprietária.

 

Benefícios financeiros

  1. Maiores retornos: Family Office geram maiores retornos ajustados ao risco. Isso se deve a alguns motivos:
  • Sua capacidade de alocar melhor o capital, de forma totalmente customizada para uma determinada família. O esforço centralizado de um Family Office ajuda a otimizar a combinação de ativos, independentemente de onde e como os investimentos são mantidos ou gerenciados, sem assumir riscos adicionais.
  • Seu melhor acesso a opções de investimento de qualidade institucional. Uma gama mais ampla de opções torna-se disponível para famílias que congregam seu capital coletivo e, portanto, têm níveis mais elevados de ativos para investir – o que atrai investimentos de maior qualidade.
  • Sua seleção de investimentos focada e cuidadosa, não restringida por provedores de serviços financeiros específicos. Os Family Office são capazes de se concentrar na seleção dos investimentos certos para uma família, ou seja, aqueles com maior chance de obter um desempenho melhor do que os mercados.
  • Sua capacidade de utilizar e escolher investimentos compatíveis com os valores e competências centrais de uma família (por exemplo, seu horizonte temporal, experiência setorial ou regional, redes ou recursos). Como o Family Office conhece muito bem a família, ele pode investir em participações que alavanquem os pontos fortes e os objetivos únicos da família.

 

Esses motivos podem levar a retornos acima do mercado sem assumir riscos adicionais.

 

  1. Menor custo: ter um Family Office pode ser mais vantajoso economicamente do que não ter uma organização dedicada. Isso é válido desde que os ativos da família sejam suficientes para comportar financeiramente o custo operacional do escritório, o que muitas vezes significa alcançar o equilíbrio certo entre uma equipe interna dedicada e a utilização de consultores/especialistas externos. De modo geral, centralizar a administração e a supervisão de ativos por meio de um Family Office ajuda a família a evitar a duplicação de esforços e a obter maior eficiência, pois, para muitas atividades, acrescentar mais um membro da família apenas adiciona custo marginal. Além disso, investir em um grande pool de ativos é mais vantajoso do que ter várias contas menores, e isso aumenta a capacidade de negociar preços.
  2. Maior probabilidade de atingir as metas financeiras: quando uma família organiza os elementos importantes de seu patrimônio e empreendimento familiar em um Family Office estruturado, é mais provável que ela tenha as conversas importantes sobre suas metas, valores, horizontes temporais, apetite pelo risco e missão e visão gerais sobre aquilo que está construindo em conjunto. Identificar essas metas e diretrizes almejadas e utilizar um sistema de governança de investimento para supervisionar o desempenho permite que as famílias tomem decisões direcionadas de investimento com seus objetivos mais importantes em mente. As famílias têm mais probabilidade de cumprir suas metas patrimoniais com esse tipo de estrutura e processo. E quando alguma mudança é necessária, os mecanismos de governança do Family Office – com seu ciclo de feedback integrado, relatórios e controle de investimento – permitem que uma família identifique, reaja e ajuste sua trajetória rapidamente.

 

Coletivamente, esses benefícios financeiros maiores possuem vantagens óbvias – como apoiar o estilo de vida e os objetivos patrimoniais da família, o potencial para um maior impacto filantrópico e cobrir os custos operacionais do escritório. Mas, por baixo da superfície, maiores retornos financeiros possuem benefícios adicionais mais profundos para uma família multigeracional – tais quais oportunidades de investimento mais interessantes que podem abrir novos horizontes para a família, ou a capacidade de suportar as crises no ambiente turbulento de hoje, ou mais capital para atender à ampliação das necessidades de uma família que se amplia e diversifica ao longo das gerações (por exemplo, fornecendo liquidez, investindo na unidade familiar ou apoiando o desenvolvimento profissional da próxima geração).

Por décadas, a CFEG estudou o que ajuda famílias empreendedoras a permanecerem bem-sucedidas por gerações, e o desempenho financeiro é a principal razão para que as famílias permaneçam juntas a longo prazo. Elas congregam seu capital, trabalham juntas para alcançar objetivos comuns (financeiros e não financeiros), ampliam seu patrimônio, deixam sua marca no mundo e perpetuam seu empreendimento familiar por mais de uma geração. O “caso de uso” relativo ao desempenho financeiro de um Family Office é o benefício mais fundamental e faz com que valha e pena explorar todos os demais benefícios.

 

Benefícios não financeiros

 

  1. Supervisão eficiente e economia de tempo: famílias com Family Office de alto desempenho economizam muito tempo ao delegar o gerenciamento e a execução de atividades e ao agilizar sua supervisão. Com a governança de investimento adequada em operação (explicada posteriormente neste artigo), a supervisão e o gerenciamento estratégico de um Family Office não são mais complicados do que a supervisão de qualquer outro negócio operacional. As famílias podem projetar com inteligência uma estrutura e um processo eficientes de supervisão, com amplos relatórios, painéis, métricas de desempenho e outros processos. Isso permite que os membros da família obtenham uma visão panorâmica, assumam uma função de supervisão estratégica e liberem seu tempo para agregar valor de outras maneiras que escolherem, de acordo com seu “melhor e mais elevado uso”.
  2. Membros da família informados: famílias com Family Office relatam que seus familiares ficam mais informados sobre os negócios, investimentos, filantropia e outras áreas do empreendimento familiar. O Family Office funciona como um núcleo de informações que são resumidas e relatadas rotineiramente aos proprietários da família e à família em geral. Isso aumenta o nível de transparência e confiança dentro da família.
  3. Implementação da visão de longo prazo da família: muitas famílias de posses têm uma missão mais ampla para além da multiplicação de seus ativos financeiros. Elas também podem ambicionar construir empresas fortes com culturas magníficas, ou fazer o bem, ou deixar sua marca única no mundo. Os Family Office podem fornecer apoio à visão de longo prazo e às necessidades mais amplas da família – geralmente nas áreas de construção de unidade, promoção de talentos e impacto social. Por exemplo, um Family Office pode organizar retiros familiares que criem unidade ou projetos familiares que fomentem o trabalho em equipe e a colaboração. Eles podem executar o plano de talentos do conselho familiar para ajudar a família a permanecer adaptável e pronta para o futuro turbulento adiante. Com tática, os Family Office podem ajudar a implementar os investimentos e projetos relacionados ao impacto social e à filantropia. O investimento de impacto (investimentos que geram benefícios sociais e/ou ambientais, além de retornos financeiros) é um campo de rápido crescimento e constitui um resultado direto de como as famílias traduzem seus valores e missão em atividades de investimento. Há também um apetite cada vez maior por investimentos sustentáveis, considerando a visão dos padrões de meio ambiente, sociedade e governança (ESG), que oferece mais oportunidades de investimentos guiados pela missão que o Family Office pode executar.
  4. Apoio às transições geracionais: famílias que almejam perpetuar seu empreendimento familiar por gerações precisam de apoio no planejamento e execução das múltiplas dimensões da continuidade geracional. Um Family Office pode administrar certos aspectos do preparo da sucessão para manter um progresso constante nesses projetos importantes, mas geralmente não urgentes. Por exemplo, o Family Office pode organizar planos de desenvolvimento da próxima geração para garantir que os membros da família estejam prontos para assumir funções de gestão, conselho e propriedade de importância estratégica para a família.
  5. Oportunidades de carreira: as oportunidades de carreira dentro do negócio familiar podem não estar disponíveis ou ser adequadas para todos os membros familiares que desejam trabalhar para a família. O Family Office e suas atividades de investimento fornecem uma organização adicional na qual os membros da família podem se envolver e a que podem agregar valor. Alguns membros da família desfrutarão do trabalho de investimentos, capital privado, desenvolvimento imobiliário, investimento de impacto ou outras atividades do Family Office. Outra maneira de os membros da família se envolverem e melhorarem diretamente os resultados dos investimentos dá-se por meio da atuação em funções ativas no conselho em uma ou várias empresas do portfólio em posse da família. Além disso, um Family Office pode atuar como um “banco familiar”, financiando ou semeando atividades empreendedoras de membros da família.
  6. Privacidade e continuidade do relacionamento: um cenário de serviços financeiros em constante mudança representa um desafio para as famílias que trabalham com vários prestadores diferentes. Cada mudança – de um novo gerente de conta a uma fusão de empresas – é disruptiva e aumenta o círculo de “membros da família” em posse de suas informações privadas. Reter informações confidenciais em um Family Office e selecionar o compartilhamento conforme a necessidade do conhecimento protege a família de ameaças que vão de extorsão à fraude. Um pré-requisito para maior tranquilidade, entretanto, é a introdução de políticas de (ciber)segurança, supervisão adequada, funções e responsabilidades claras, bem como o planejamento da sucessão para funções internas e externas críticas.

 

Serviços oferecidos pelo Family Office

Embora cada família construa um Family Office privado que melhor complemente suas atividades, necessidades e aspirações específicas de empreendedorismo, muitas vezes eles incluem as seguintes funções principais.

 

Gestão estratégica do patrimônio total

As famílias tendem a pensar em sua riqueza financeira em gavetas distintas. Elas dedicam foco e recursos a negócios operacionais, separados de carteiras de investimentos líquidos, separados de ativos de estilo de vida, separados de filantropia e assim por diante. Esta perspectiva desconexa ignora a interdependência entre vários ativos e suprime a coordenação vital entre eles (por exemplo, a coordenação de estratégias, capital, talento, governança e planejamento de sucessão).

Raramente uma família da um passo atrás e considera sua perspectiva de Patrimônio Total, que é nossa principal visão ao aconselhar uma família no CFEG. Considere que uma empresa cria fluxo de caixa livre e dividendos em momentos de bonança e requer mais liquidez e capital em momentos desafiadores. A família, por outro lado, cresce perpetuamente e, com isso, aumenta também o seu consumo – seja para estilo de vida, seja para se engajar em novas oportunidades, ou para fazer investimentos visando à criação de valor. A integração de todos os ativos e passivos em seu planejamento permite que as famílias prevejam, monitorem e gerenciem a trajetória de toda o seu patrimônio (sua “Trajetória da Riqueza”), com o objetivo de ampliar o patrimônio de modo mais rápido do que consome a família, a inflação, os impostos e custos de investimento, especialmente ao longo das gerações.

 

Gestão de investimentos

A gestão centralizada e profissional dos bens de uma família, em uma estrutura de risco controlado, torna-se crítica à medida que a família se empenha na criação de valor e regeneração de riqueza. Existem várias maneiras de um Family Office realizar o gerenciamento de investimentos, como:

 

  • Um processo de investimento de qualidade institucional que inclui o projeto de um portfólio personalizado e a alocação de ativos, gestão de risco, seleção de gestores de ativos sob medida para classes específicas de ativos, relatórios de desempenho consolidados e controle/supervisão de investimentos. Um Family Office promove conversas densas e contínuas com cada membro da família para adaptar e oferecer tudo isso a várias coortes na família: indivíduos, famílias nucleares, ramos e para a família coletivamente.
  • Um Comitê de Investimentos é um fórum de governança de investimentos essencial para a família. Ele permite que a família assuma plenamente seu papel de proprietária estratégica e permaneça no volante, sem assumir a função de operadora de gestão diária. Formalizar o papel do proprietário é fundamental para as famílias no ambiente turbulento de hoje, que exige que proprietários ativos e engajados ganhem uma visão panorâmica e tomem as rédeas, dirigindo e adaptando seus portfólios; esta função não pode ser delegada a pessoas que não pertençam à família. O comitê de investimentos reúne-se periodicamente e é composto por representantes da família e por consultores não familiares. A equipe de investimentos do Family Office organiza e prepara as reuniões – fornecendo relatórios sintéticos, análises e recomendações de investimentos supervisiona a implementação das decisões de investimento e transmite informações concisas aos proprietários da família.

 

Serviços jurídicos e fiscais

Ao longo das gerações, as famílias ampliam seu tamanho, diversidade, alcance geográfico, entre outros. À medida que uma família cresce e evolui naturalmente, o mesmo ocorre com a complexidade de suas necessidades de planejamento legal e tributário adequado. Considere, por exemplo, membros da família que optam por residir e comprar ativos em várias jurisdições, ou jovens membros da família prestes a se casar e precisando de acordos pré-nupciais, ou os planos de herança exigidos no caso de uma perda repentina de um proprietário chave ou CEO dos negócios da família. Além desses tipos de eventos que fazem parte da vida, o horizonte temporal multigeracional de alguns investimentos exige planejamento de liquidez, planejamento tributário, due diligence e estruturas de transação com perícia em impostos, particularmente no caso de investimentos em mercados privados com menor liquidez.

As famílias precisam planejar com antecedência para esses tipos de eventos da vida e horizontes de investimento, e estabelecer as estruturas de patrimônio, os planos de propriedade e herança, o planejamento de impostos, as estratégias de seguro e as proteções legais adequadas. Possuir a experiência jurídica e tributária dentro do Family Office, que entende o contexto interno crítico da família, permite que a família estabeleça as estruturas certas para administrar seu patrimônio e reduzir os riscos que os eventos da vida e certos investimentos podem trazer.

 

Apoio para governança familiar, desenvolvimento de talentos e filantropia

Famílias empreendedoras que desejam perdurar por gerações sabem que devem investir em atividades que fortaleçam a família. Uma vez que o conselho familiar tenha desenvolvido uma estratégia familiar, elas contam com o Family Office para executar iniciativas importantes, tais quais atividades de homenagem à sua história, projetos de união e edificação de equipes, doações filantrópicas coletivas, atividades de impacto social e de fortalecimento da comunidade e desenvolvimento de talentos familiares que são preparados para assumir funções como proprietários, membros do conselho, criadores de riqueza, empreendedores, líderes do conselho de família ou filantropos. Frequentemente, essas atividades de fortalecimento familiar têm seu impulso inicial no conselho familiar e são gerenciadas e executadas de maneira centralizada pelo Family Office em nome da família e do conselho familiar.

 

Serviços de estilo de vida e administrativos

Essa função guarda-chuva inclui serviços de concierge para a família, como organização de viagens, gerenciamento de pessoal (equipe doméstica, motoristas, pilotos) e coordenação do uso de residências particulares e outros bens de estilo de vida, como uma aeronave particular. Ela também pode incluir o gerenciamento de coleções de arte e outros itens colecionáveis. Muitas vezes, essa função também abarca o orçamento e a contabilidade pessoais, o monitoramento de contas bancárias e cartões de crédito pessoais e o acompanhamento do número cada vez maior de pessoas jurídicas que precisam ser administradas e contabilizadas.

 

Escritório corporativo

Esta função de back-office garante que a família permaneça no controle. Pense nisso como uma mistura de “Secretário Corporativo” e “Relações com Investidores”. Ele fornece aos membros da família as informações necessárias, instrui os membros da família e orquestra os vários órgãos de governança.

Outra função vital é a administração dos relacionamentos com prestadores de serviços. A supervisão dos acordos contratuais possibilita um gerenciamento rígido de custos, e a administração ativa do relacionamento com os fornecedores garante a integração contínua dos serviços.

Por fim, o aumento da interconectividade requer proteção e monitoramento do uso de dispositivos de comunicação. Isso inclui gerenciar o acesso às informações com base na necessidade do conhecimento e armazenar e transmitir dados usando padrões de criptografia de última geração.

 

Por onde começar

Criar e gerenciar um Family Office pode parecer uma tarefa árdua. Afinal, é outra organização que carece de pessoal e supervisão. Comparando com o estado atual – que geralmente é composto pela delegação da gestão de patrimônio a vários bancos e gestores de ativos, combinada com o negligenciamento de outros assuntos familiares importantes – um Family Office é considerado uma camada adicional de complexidade e custo. No entanto, dados os vários benefícios financeiros e não financeiros citados acima, no médio a longo prazo, com o aumento do patrimônio e da complexidade, a ausência de um Family Office costuma ser mais onerosa do que sua presença.

Uma família não precisa criar sua própria empresa de gestão de patrimônio ou providenciar todos os serviços descritos neste artigo de saída. Ela pode começar pequeno, com serviços que atendam à maior necessidade e tenham o maior impacto positivo (financeiro e não financeiro), e depois ampliar ao longo do tempo de acordo com as prioridades e evolução da família.

Considere os modelos organizacionais não tradicionais, que são cada vez mais a tendência. Um escritório tradicional com infraestrutura física pode não ser necessário, especialmente à medida que os ambientes de trabalho migram para se tornarem remotos ou parcialmente remotos. Uma opção é um Family Office híbrido (também conhecido como Family Office virtual), baseado em uma única plataforma de Family Office e que recorre amplamente à terceirização. Graças à inovação tecnológica (principalmente computação em nuvem), o modelo híbrido permite que as famílias criem sistemas eficientes, com parceiros externos complementando e estendendo de modo efetivo as funções centrais internas.

O melhor lugar para se começar ao considerar um Family Office é articular suas metas e visão – seja a criação de valor, a realização de objetivos estratégicos de longo prazo para a família ou outras combinações. Considere o que a família realmente necessita – agora e nos próximos 5 a 10 anos. Evite tomar essas decisões de direção isoladamente entre apenas uma ou duas pessoas; em vez disso, considere esta uma oportunidade para travar conversas com toda a família sobre o seu futuro.

A partir dessa compreensão dos objetivos e da visão do Family Office, identifique os serviços exclusivos a providenciar, a equipe a ser contratada, o orçamento operacional preciso e a governança necessária.

Este artigo faz parte de uma série sobre Family Office. Nos artigos seguintes, descreveremos os aspectos essenciais relativos à estrutura, configuração e desempenho do Family Office.

Se você está pensando em criar um Family Office e se beneficiaria de um parceiro pensante para criar conjuntamente o Family Office certo para você, entre em contato conosco. Ajudamos as famílias a identificar e analisar suas opções de Family Office, projetar uma organização do tamanho certo e fazer um processo de benchmark para os Family Office gerarem o valor que devem.

 

[1] Um empreendimento familiar é a coleção de ativos e atividades significativas de propriedade conjunta de uma família que ajuda a identificá-la, apoiá-la e uni-la. É mais do que apenas um negócio familiar. O empreendimento familiar inclui: interesses econômicos, como a empresa familiar principal; outros negócios ou empreendimentos operacionais; ativos financeiros, possivelmente organizados em uma empresa de investimento ou Family Office; investimentos imobiliários; bens familiares como casas, arte ou aeronaves; atividades filantrópicas e de impacto comunitário e social; o que a família realiza internamente para construir uma família unida e participante; e outras atividades que carregam o nome, reputação e DNA da família.

O conceito de empreendimento familiar foi criado pelo Professor John A. Davis para ajudar famílias empreendedoras – especialmente aquelas que buscam construir e conservar valor econômico e outros tipos de valor por mais de uma geração – a fazer um balanço da totalidade de suas obras e posses importantes, e considerar as sinergias entre elas.

Essa visão é benéfica para que as famílias possam enxergar os bens e atividades de sua família como uma coleção, unidos pelo propósito, direção e valores comuns da família. Isso ajuda a família a ser clara e unida em torno daquilo que possui/realiza, por que o possui/realiza, aonde está conduzindo-o, como está construindo-o e a coordenar estratégias, capital, talento, governança e planos de sucessão em toda sua gama de bens e atividades. O sucesso de uma família é medido pela forma como ela possui e gerencia todos os seus bens e atividades, não apenas os negócios da família.

 

Marius A. Holzer

Consultor Sênior e Associado, Cambridge Family Enterprise Group; Sócio, Parkview Group;

Uma carreira multifacetada de quase 30 anos na indústria de gestão de patrimônio proporcionou a Marius uma riqueza de experiências multifuncionais e conhecimento profissional. Desde 2011, ele dedicou seu foco exclusivo a fornecer às famílias e seus Family Office o suporte e controle de que precisam para administrar seu patrimônio e atingir seus objetivos. Marius é formado em economia e especialista certificado em tecnologia da informação com MBA pelo INSEAD. Ele é titular das certificações CFA e CAIA e recebeu um diploma em Gestão Avançada de Riscos e Investimentos na Yale School of Management/EDHEC.

 

 

Courtney Collette

Sócia e Consultora Sênior, Cambridge Advisors to Family Enterprise; COO, Cambridge Institute for Family Enterprise

Courtney Collette é Chief Operating Officer do Cambridge Institute for Family Enterprise, um instituto de pesquisa e educação dedicado a empreendimentos familiares multigeracionais. Desde 2011, ela conduz seu programa educacional, conferências, estudos de pesquisa e publicações. Como chefe do programa educacional, a Sra. Collette projeta ementas para seminários, workshops e cursos online para o público relacionado a empresas familiares em todo o mundo, incluindo programas particulares para famílias e organizações individuais feitos sob medida. Ela é autora de várias publicações relacionadas ao sucesso de empresas familiares, incluindo artigos, estudos de caso de Harvard e o livro Next Generation Success, um estudo de 10 anos sobre o desenvolvimento de talentos da próxima geração em empresas familiares globais. A Sra. Collette passou uma década como consultora de confiança para famílias de negócios

2021-11-10T09:23:37-03:000 Comentários